sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Reiki em hospital

RIO GRANDE DO SUL REGULARIZA REIKI EM TODO ESTADO
A RESOLUÇÃO INCLUI REIKI. Veja a integra no link abaixo:
Link: http://www.saude.rs.gov.br/upload/1388163773_cibr695_13.pdf
ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SAÚDE
RESOLUÇÃO Nº 695/13 – CIB / RS
A Comissão Intergestores Bipartite/RS, ad referendum, no uso de suas atribuições legais, e considerando:
a Portaria GM/MS nº 971, de 03 de maio de 2006, que trata da Política Nacional de Práticas integrativas e Complementares;
o Decreto Presidencial nº 5.813, de 22 de junho de 2006, que estabelece a Políticas nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos;
a Portaria Interministerial nº 2.960, de 09 de dezembro de 2008, que aprova o Programa de Plantas Medicinais e Fitoterápicos e cria o Comitê nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos;
a Lei Estaudal nº 12.560, de 12 julho de 2006, que institui a Política Intersetorial de Plantas Medicinais e de Medicamentos Fitoterápicos no Estado do RS;
a Portaria SES/RS nº 201/2012, de 23 de maio de 2012, que cria a Comissão de formulação da proposta de política Estadual de Práticas Integrativas e Complementares e dá outras providências.
RESOLVE:
Art. 1º – Aprovar a Política Estadual de Práticas integrativas e Complementares, conforme Anexo desta Resolução.
Art. 2º – Esta Resolução entrará em vigor a partir da data de sua publicação.
Porto Alegre, 20 de dezembro de 2013.
REIKI NO HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ, ESTADO DE SANTA CATARINA
Desde o dia 10/10/2013, o Hospital Regional de São José, da cidade de São José, Estado de Santa Catarina, passou a ministrar Reiki a seus pacientes. O trabalho voluntário está a cargo da Mestra Reiki Ivete de Souza, filiada a esta Associação. O trabalho conta com espaço próprio e os pacientes são encaminhados pela equipe de enfermeiros do hospital, com o apoio do Setor de Humanização daquela entidade de saúde pública. A equipe de voluntários, todos terapeutas Reiki, coordenada pela Mestre Reiki Ivete, trabalha todas as quintas-feiras, de 13:30 às 16:30. A demanda pelo atendimento com Reiki é tão grande que a Mestra Ivete já necessita de mais voluntários e convida os Terapeutas Reiki da região a se juntar ao serviço. O contato com a Mestra Ivete de Souza é reikicaracol@hotmail.com.
Já são vários os hospitais e postos de saúde brasileiros que atendem com Reiki e com profissionais filiados a esta instituição, entre eles Brasília e Fortaleza (rede pública e várias entidades). Há hospitais em São Paulo e Salvador também.
OMS INCLUI REIKI NO TRATAMENTO DA DOR
A Organização Mundial da Saúde (OMS), órgão das Nações Unidas, publicou, em junho de 2007, em Genebra, Suíça, as ¨Orientações Normativas sobre o Tratamento da Dor¨. Entre as modalidades de tratamentos sem o uso de drogas recomendadas estão: Fisioterapia, Fitoterapia, Acupuntura, Reiki, Jugizu e Musicoterapia. O documento aponta para a necessidade de se incluir, no tratamento médico, outras ¨dimensões biológicas, fisiológicas, sociais e espirituais¨. O link com o texto original, em inglês, está abaixo.
CASOS REAIS
Se você é credenciado com a AMETEREIKI, Envie para o e-mail ametereiki@gmail.com a sua experiência de cura emocional, física, mental ou espiritual com seu trabalho com Reiki. Fale também das mudanças na sua vida após a iniciação e prática de Reiki. Omita o nome real do cliente. Autorize a publicar o seu e-mail. Se não autorizar o e-mail, publicaremos seu nome e sua história. Todo conteúdo será publicado entre aspas. Mande quantos casos tiver.
1)Taguatinga, Distrito Federal – “Meus meus mestres queridos: Oi, como vão vocês? Espero que estejam na paz de Deus.Sei que devido o corre-corre do dia-a-dia fica um pouco difícil nossa comunicação, mas não poderia deixar de relatar o que aconteceu comigo no ano passado. Tenho em minha casa um casal de cachorros, no ano passado a cachorra ingeriu uma quantidade de veneno (chumbinho) e passou muito mal. Foi levado ao veterinário que logo entrou com medicações, porém até o momento não se sabia a causa, somente que ela estava brincando no quintal e de repente sentiu-se mal, muito mal, em estado de choque. O veterinário pediu para observar o que ela ingeriu e vomitou e que ela ficasse internada. Meus filhos ficaram muito preocupados. Minha cadela Laika, sempre alegre, estava sem vida e apática. Levamos o irmãozinho para visitá-la, mas nada adiantou. No outro dia fomos buscá-la, lembrando que isso aconteceu numa sexta-feira às 10 h da manhã em meados de setembro, no sábado trouxemos ela pra casa, meu filho achou melhor, pois o ambiente familiar poderia lhe fazer bem. O veterinário teve algumas suspeitas, porém somente após os exames de sangue poderia ser mais categórico, mas logo afirmou que seria muito difícil escapar e que devido a gestação (descobrimos que ela estava prenha do irmão de + ou – uma semana) o parto seria perigoso arriscando sua vida e os filhotes nasceriam deformados. Bom, após tudo isso a levamos para casa, ela não conseguia mexer-se, somente abria os olhos, e notava-se profunda tristeza em seu olhar. O veterinário receitou soro e vitaminas. O meu filho como proprietário da cadela, tornou-se um verdadeiro guardião, colocando o relógio para despertar de madrugada para dar-lhe a medicação. Durante todo o período de tratamento ele nunca admitiu que ela pudesse vir a óbito e se alguém falasse ” caso ela não escape…” não aceitava e dizia que ela viveria. Desde o momento em que ela passou mal iniciei com Reiki e meus filhos em oração. No terceiro dia (domingo) resolvi aplicar Reiki durante o dia todo de meia e meia hora. A Laika quando me via parecia sorrir e agradecer. Laika começou a melhorar, conseguia com muito sacrifício levantar para fazer xixi e logo voltava para a cama. Os seus reflexos antes perdidos encontram vida, e o mais incrível após três dias ao chegar do trabalho logo a vi em cima do sofá latindo e me olhando pela janela, foi uma alegria, em seu olhar distinguia agradecimento e felicidade. Contamos para o veterinário que achou aquilo inacreditável, pois de posse do exames da Laika relatou que o nível de veneno no sangue era altíssimo e que ela não sobreviveria. Segundo ele, foi muita sorte. Não esqueceu de salientar os cuidados gestacionais, continuando a dizer que ela corria perigo de vida e os filhotes também. O tempo foi passando e numa bela manhã de dezembro ao levantar-me para o trabalho o que avisto: seis lindos bebezinhos que nasceram na madrugada, sim ela deu à luz sozinha, (muito forte) aos seis filhotinhos, sadios, bem formadinhos e gulosos para mamar. Todo esse relato comprova qual importância do Reiki em nossas vidas e nas vidas dos seres vivos, essa é a minha segunda experiência com animais e Graças a Deus podemos contar positivamente com essa energia maravilhosa, claro não podemos esquecer das preces e amor dos meus filhos que afinal somente potencializou para um bem maior. Como experiência sei que tudo poderia também ter acontecido ao contrário, ela não sobreviver, mas a energia também estaria atuando de qualquer forma ajudando-a. Fizemos festa e avisamos o veterinário que não acreditou, até ver os filhotinhos… Agradeço pela oportunidade do conhecimento desta técnica que chamo “Divina”. Amo vocês!! Continuem com esse trabalho de amor!!!! Um forte abraço!!!!! Dione Costa, Taguatinga, DF”.
2) Fortaleza, Ceará – Como transformei minha vida com Reiki
Por Francisco Osório Costa Júnior – “Minha primeira experiência com o Reiki como terapia foi quando estava fazendo o curso de Shiatsu no espaço Ekobé. Foi quando a Dra. Vera e o Felipe me convidaram para uma aplicação de Reiki presencial. Como meu pai estava passando por um problema de saúde muito sério, um linfoma, resolvi experimentar esta terapia de cura energética com o intuito de futuramente pudesse aplicar em sua enfermidade. Este foi o motivo que me levou a se interessar sobre o Reiki. Além de ter muitas dúvidas e medo, eu estava precisando equilibrar as minhas emoções. A sensação que eu tenho hoje é que a terapia fez com que me ajudasse a produzir o equilíbrio corporal, emocional e mental de que eu estava precisando. Quando fui iniciado no Nível 1, as auto aplicações diárias e a meditação se tornaram sagradas para mim e me trouxeram paz interior, amor e felicidade. Senti uma esperança muito grande no Reiki como uma terapia de ajudar o próximo e a mim mesmo. Além disso, ganhei energia e equilíbrio mental que me trouxe ânimo e alegria de viver. Observei que com as sucessivas aplicações e auto aplicações, o meu estresse foi diminuindo, a motivação voltou e as ideias afloraram com facilidade. Para mim, a diferença mais perceptível foi o modo como eu passei a avaliar as adversidades. Eu deixei de levar em consideração apenas o meu ponto de vista. Comecei a entender, também, o modo de pensar do próximo e por consequência, deixei de me irritar com as contrariedades, de me preocupar com as coisas, de ser grato a tudo e a todos, de respeitar todos os seres vivos e de ser mais aplicado em meu trabalho. Tudo isso eu aprendi seguindo os cinco princípios do Reiki deixados por Mikao Usui. Passei, inclusive, a dar menos valor às coisas materiais, e mais à felicidade pessoal e familiar. O Reiki, para mim, representa uma necessidade tão grande quanto à de, por exemplo, tomar um banho. Se tomar banho é uma necessidade de limpeza corporal, o Reiki para mim tem a função de descartar poluições mentais. Meu objetivo de vida é justamente essa limpeza, essa despoluição. Por isso, o Reiki é essencial. Enfim, o Reiki me devolveu a alegria de viver em paz comigo e com os outros, me fez entender que as perdas fazem parte da vida, e que preciso me amar e ser feliz. Hoje, eu me sinto muito satisfeito e bem de saúde. Recomendo a prática do Reiki porque obtive um resultado maravilhoso, e gostaria que todos tivessem essa mesma oportunidade que eu tive. NAMASTÊ!!!”.
3 – Transformando a vida dentro do Hospital
(*) Por Francisco Osório Costa Júnior
Iniciei a minha profissão como fisioterapeuta há 14 anos na área hospitalar mais precisamente no Hospital Distrital Gonzaga Mota – José Walter, em Fortaleza, Ceará, onde concentrei basicamente toda a minha experiência profissional trabalhando como fisioterapeuta tanto em ambulatório quanto em enfermarias. Desde o início, sempre que possível, procurei conversar com meus colegas de trabalho com intuito de conhecê-los melhor. Nessas conversas, passei a observar e notar que alguns destes profissionais estavam sofrendo com ansiedade, depressão, estresse, dores articulares e musculares, medos, insônias, falta de estímulo para trabalhar e até mesmo nas atividades de lazer. Percebido isso, procurei reascender nos corações e nos sentimentos dos meus colegas de trabalho uma luz que pudesse tirá-los daquele ostracismo, e para isso, passei a utilizar os métodos e as técnicas de harmonização e equilíbrio, que eu havia aprendido no Espaço Ekobé. Técnicas estas que permitem inserir um pouco de solidariedade, compaixão, compreensão e harmonização, permitindo assim, que a pequena chama, quase apagada nos corações destes profissionais, pudesse brilhar com mais intensidade. Foi com este intuito que eu resolvi aprender e aplicar as Práticas Integrativas e Complementares como o Reiki, o Shiatsu e o Magnified Healing nos meus colegas de trabalho ou em qualquer pessoa que procurasse minha ajuda. Desta forma, comecei transmitir a força, a energia e a luz que existe no Reiki aplicando-o nos profissionais do hospital. O importante de tudo isso era compartilhar todos os benefícios que esta terapia nos oferece, contribuindo para espalhar os bons fluidos e construir um tempo mais humano e repleto de amor para todos os profissionais da saúde. Com a divulgação de que eu estava aplicando Reiki no hospital, alguns profissionais procuraram o Setor de Fisioterapia e Terapias Complementares para conhecer melhor esta técnica e participar de algumas sessões. Aos poucos alguns profissionais com diversas queixas como cansaço físico, solidão, medo, insegurança, estresse, ansiedade, falta de motivação, mágoa, insônia e muitas outras doenças se submeteram as primeiras sessões de Reiki. Durante as sessões do Reiki, muitas pessoas relataram que viram luzes coloridas, formigamentos pelo corpo, ondas de calor, relaxamento muscular, calafrios, braços e pernas pesadas, sensação do corpo levitar, as mãos do terapeuta muito quente. Observou-se, também, que após a aplicação do Reiki, as pessoas relataram um sentimento de paz e tranquilidade, leveza na alma, no corpo e na mente. Relataram que se sentiram mais leve, como se um peso tivesse saído de cima do seu corpo, as dores haviam desaparecidos, um sentimento de calma e com mais ânimo para o trabalho. Tudo isso foi relatado pelos profissionais de saúde do hospital após o término de uma sessão de Reiki. Para concluir, percebi que o Reiki não só aumenta seu vigor físico, fornecendo-lhe energia para trabalhar longos períodos, como também capacita o profissional de saúde a manter a clareza mental e a estabilidade emocional, realizando o seu trabalho da melhor maneira possível, produzindo melhor dentro do seu setor. Os profissionais submetidos às sessões de Reiki perceberam que adquiriram energia, equilíbrio e harmonia necessária para sustentar suas vidas no dia a dia e que o método foi muito eficaz e prazeroso. (*) Francisco Osório Costa Júnior é Fisioterapeuta e Mestre Reiki.
4) A cura começa dentro de casa
Por Francisco Osório Costa Jr.
Há mais ou menos 14 anos atrás, minha esposa teve uma péssima notícia de saúde. Ela estava com um nódulo no lóbulo esquerdo da tireóide detectado por exame de ultrassonografia. Segundo o médico, ocaso era cirúrgico. Pouco tempo depois, minha esposa estava no centro cirúrgico para retirada do lóbulo esquerdo (lobectomia). A cirurgia foi um sucesso, o tumor não era maligno e, pouco tempo depois ela já estava trabalhando. Então, todos os anos nós fazíamos exames de rotina (exame de sangue e ultrassonografia) para controlar a tireóide. No ano passado (2009), o tumor ressurgiu no outro lóbulo medindo 6,7 x 6,4 mm. A notícia caiu como uma bomba porque uma nova cirurgia poderia ocorrer. Foi aí que resolvi aplicar a energia Reiki em minha esposa tanto presencial quanto à distância usando principalmente as técnicas da foto, da caixa e da redução, pois naquele momento eu era reikiano nível II. Passado algumas semanas, resolvi levá-la ao hospital onde eu trabalho como fisioterapeuta e terapeuta holístico (mestres de Reiki e Magnified Healing, Shiatsuterapeuta e Reflexologista) para fazer um novo exame de ultrassonografia com um médico amigo meu, pois ele havia me dito que tinha adquirido um novo aparelho de ultrassom tridimensional. Levei o exame antigo para comparar com o novo exame. Por incrível que pareça, não havia nódulo no lóbulo direito da tireóide. Ele ficou admirado como o tumor havia desaparecido e aí, com a voz meio trêmula, disse: “foi à energia Reiki que curou minha esposa doutor”. A partir daí, o Reiki passou a ter credibilidade no hospital a tal ponto que fui incumbido de elaborar um projeto para criar um setor de Terapias Complementares. O projeto foi aprovado pela Direção do Hospital Distrital Gonzaga Mota – José Walter e pela Prefeitura de Fortaleza. Todo o material já foi empenhado e estamos na expectativa de inaugurar brevemente. Mais uma conquista para a humanidade onde o Universo agradece a todos que lutam em busca desta Luz Divina.
6) Reiki e Depressão: Relato de Caso
Brasilia, DF – Por Luis Gustavo Umeno, Mestre Reiki
Em junho de 2007, conheci uma senhora (vamos chamá-la de Ana) em São Paulo que estava em depressão desde 2005. Depois do falecimento da sua irmã, com quem morava junto e a quem era muito apegada, Ana começou gradativamente a se fechar. De uma pessoa superativa, referência de animação em sua família, Ana passou a ser uma pessoa “morta”. Passava meses isolada dentro de casa, mal comia e chegava a ficar dias sem tomar banho. Frequentou psiquiatras e começou a tomar remédios para enfrentar um quadro de depressão e transtorno obsessivo compulsivo (TOC), desenvolvido ao longo do seu período de isolamento. Mesmo cercada pela família mais próxima, Ana não respondia ao tratamento psiquiátrico, as doses de remédio aumentavam e o quadro só piorava. Durante um jantar em sua casa, no ano de 2007, conheci a situação que ela estava vivendo. Era curioso olhar para ela…não sei como descrever, mas seus olhos não tinham vida e seu olhar era sempre meio perdido. Nesse dia, ela me contou pelo que passava e que agora também tinha desenvolvido umas dores no braço, aparentemente sem explicação. No meio da nossa conversa eu ofereci fazer uma oração, acompanhada por uma técnica de Reiki conhecida por Reiju. Apesar da atitude desanimada, de pronto ela aceitou. Subimos ao segundo andar da casa onde se encontrava um pequeno altar de culto aos antepassados. Nesses altares, os japoneses costumam oferecer comida diariamente aos seus familiares já falecidos. Eu perguntei se ela se importaria de fazermos a técnica de Reiki com ela sentada de frente para o altar e ela me deu o seu consentimento. Fiz uma prece inicial e me preparei para fazer o Reiju. Nesse momento senti calafrios pelo corpo todo, sensação típica experimentada ao nos aproximarmos de entidades espirituais sem Luz. Apliquei o Reiju em Ana e finalizei com uma prece pedindo que Deus intercedesse para trazê-la de volta a vida. Ao terminar, ela parecia tranquila, mas relatou não ter sentido absolutamente nada. Descemos para reencontrar as outras pessoas do jantar e eu fui embora com as pessoas que me levaram lá. Passado um mês, eu comecei a telefonar para a casa de Ana e a ligação só caia na secretária eletrônica. Parecia que a pessoa não morava mais lá. Um pouco preocupado, entrei em contato com a família dela e fiquei sabendo que ela não parava mais em casa e que agora estava fazendo curso de idiomas, dança e frequentando reuniões e passeios da terceira idade. Continuei acompanhando o seu caso e fui informado que o seu psiquiatra gradualmente retirou os remédios e ela retomou a sua vida normal. Não são raros os relatos de pessoas que recebem tratamento com terapias energéticas e conseguem superar episódios de depressão em suas vidas. Penso que a depressão tem causas e efeitos físicos, psicológicos e espirituais. A terapia Reiki tem se mostrado bastante eficaz como complemento ao tratamento (médico e psicológico) especializado dessa enfermidade.

Acesse aqui as Datas  com agenda dos treinamentos de REIKI confirmados para este ano.

Fone:   (11) 3681-0222 ~ 99546-2857 vivo



Glaucia Cerioni
Mestre Professora Reiki Sistema Usui e Tibetano
Mestre Professora Karuna Reiki® Registrada
Mestre Professora TeraMai Reiki

Copyright© 2017 ~ Glaucia Cerioni ~ Todos os Direitos Reservados

Nenhum comentário:

Postar um comentário