sábado, 24 de março de 2012

A importância do auto-tratamento no Reiki


Cuidar dos outros é bom, cuidar de nós é excelente. Reiki não só nos traz essa mais valia, como ainda nos alimenta com a sua filosofia de Vida. Equilibrar todos os nossos corpos com a energia vital, alimentar a nossa consciência com a boa prática, este é o caminho do Reiki.
“Tensão é quem tu julgas que deves ser, relaxamento é quem tu és” – Provérbio chinês

 O auto-tratamento com Reiki

“Reiki não é milagre, reiki é tratamento” – Cinira Palota
No nosso dia-a-dia, temos sempre bons e maus momentos de vitalidade. Há alturas em que nos tornamos débeis e ficamos doentes e outros em que temos saúde para dar e “vender”. Muito tem a ver com as características genéticas da pessoa, do seu estado emocional e, consequentemente, com a sua energia. O Reiki é uma prática que trabalha no campo holístico, que olha o Homem como um todo, com várias dimensões – física, mental, emocional e espiritual/energética. A energia com a qual trabalhamos, no Reiki, como o nome indica, é a Universal. É a Energia Vital que nos rodeia e anima, que nos insufla e preenche. Os japoneses chamam Ki, os chineses Chi. Reiki é a energia vital que está em todo o lado, que representa a vida e a vitalidade (Rei=Universal, Ki=vital).

Qual a vantagem da prática de Reiki sobre tantas outras disciplinas energéticas?

Essa vantagem é o auto-tratamento. Além da filosofia de vida que nos orienta no caminho do equilíbrio, interior e das nossas relações inter-pessoais, o Reiki traz-nos também o auto-tratamento. É um método que permite praticar em nós, tudo o que queiramos praticar nos outros. A regra é bastante simples:
  • Em primeiro lugar estamos nós, realizamos o auto-tratamento;
  • Em segundo lugar é que tratamos dos outros, por estarmos equilibrados.
“Na maioria das terapias holísticas é impossível, ou é muito difícil, o terapeuta utilizar a técnica em si mesmo. Um dos maiores benefícios do Método Reiki é a possibilidade da auto-aplicação, que é uma prática extremamente eficaz para a libertação da tensão, do relaxamento e da redução do stress. Amplia a energia vital, proporcionando equilíbrio aos corpos subtis e físicos. Possibilita também a libertação de toxinas e de bloqueios de energia provenientes de emoções retidas. Uma pessoa pode auto-aplicar energia Reiki em qualquer lugar, seja numa sala de espera, no avião, no autocarro, no metro, no táxi, na cama, ao acordar, ou antes de dormir.” – Johnny De’ Carli.
Costumamos dizer que o “hábito faz o monge”. Este adágio significa que é pela prática, pela rotina, que alcançamos o nosso estar interior, equilibrado. Mas, esta prática deve ser sincera, sentida, dentro dos cinco princípios de Reiki, caso contrário, estaremos apenas a “vestir um hábito” sem realmente sermos o que queremos ser, apenas aparentamos. A Mestre Cinira Palotta diz que “Não é pelo simples facto de uma pessoa se tornar reikiana que ela se tornará perfeita”, algo que deve ser bem refletido, à luz dos cinco princípios de Reiki.

O que é necessário para praticar Reiki?

2 – O Céu
Azul claro e sem nuvens
O grande céu
Também eu gostaria
De ter um espírito assim
Imperador Meiji
Mente limpa e coração predisposto. A mente deve estar no aqui e agora, focada, o coração deve estar disposto, para que o Reiki flue para nosso equilíbrio ou para o equilíbrio dos outros.

Vantagens de fazer o auto-tratamento de Reiki

O auto-tratamento serve para equilibrar a nossa energia e por consequência, equilibrar todo o nosso sistema vital nas suas várias dimensões. É este equilíbrio que nos permite ganhar o tempo e o espaço para alcançarmos a cura ou a solução das questões que muitas vezes nos privam de energia. Reiki não é uma pílula milagrosa, não substitui a medicina – auxilia o nosso próprio corpo no processo de homeostase. Algumas das suas vantagens:
  • Melhoria na digestão
  • Melhoria no sono (privação ou excesso)
  • Redução da ansiedade
  • Redução da dor
  • Redução dos sintomas depressivos
  • Melhoria na memória e concentração
  • Melhor capacidade de auto-cura – recuperação mais rápida de ferimentos
  • Equilíbrio emocional
  • Auto-estima
  • Auto-conhecimento
  • Resiliência

Aplicar Reiki a outros

124 – Em Geral
Olha para ti
Com frequência,
Sem te aperceberes
Podes ficar perdido
E cometer erros
Imperador Meiji
Sobre a aplicação de Reiki a outros, Johnny De’ Carli partilha uma visão bastante equilibrada e clara – “A maioria das terapias corporais e energéticas envolve doação da energia vital (ki) do terapeuta para o receptor, causando um desgaste energético. O desgaste contínuo da energia vital do emissor, sem reposição adequada, tende a deteriorar o seu sistema imunitário, defesa natural do corpo contra doenças. Resulta, também num desequilíbrio que pode afetar as dinâmicas emocional, mental e espiritual do doador. O Método Reiki energiza e não desgasta o praticante, pois a técnica não utiliza o ki ou o chi do reikiano, mas sim a Energia Primordial Cósmica do Universo. Quando o reikiano aplica energia, retém cerca de 30% da energia aplicada. Diríamos que essa retenção funciona como uma bonificação divina. Logo, o praticante passa a ter mais energia e disposição depois da sessão. No Método Reiki, quanto mais damos mais recebemos. Quanto maior for o uso da energia Reiki, mais forte se torna o terapeuta, mais benefícios ele faz a si próprio e aos recetores. Após tratar muitos recetores, por mais doentes que estejam, o reikiano geralmente sente-se bem-disposto. Contudo, o Método Reiki não substitui a boa respiração, o repouso e uma alimentação adequada. Também não é um substituto para a nossa necessidade de exercícios físicos apropriados”.
A aplicação de Reiki a outros deve unicamente ser realizada após auto-tratamento. Ou seja, o praticante deve primeiro estar equilibrado a todos os níveis, antes de tentar equilibrar o outro. No final do dia, se realizou tratamentos a outros, deve também aplicar o seu próprio auto-tratamento de Reiki.

Algumas posições do auto-tratamento de Reiki

14 – Remédios
Em vez de comprar
Uma grande quantidade de remédios
É bem melhor
Cuidar do próprio corpo
Imperador Meiji
O auto-tratamento só é válido quando o praticante está sintonizado no Método Reiki. Esta imagem é apenas representativa, não contém todas as posições. Como irão verificar, quer pelas imagens quer pelos videos, nem todas as posições são idênticas. Os diferentes sistemas e o saber de cada Mestre, assim o pode ditar. O auto-tratamento parte de princípios básicos, serve para equilibrar e energizar os seguintes pontos:
  1. Cabeça
  2. Chakras principais
  3. Articulações
  4. Pés
É um percurso por todo o corpo, passando por todas as partes vitais do nosso sistema físico, emocional, mental e energético. As posições não são rígidas, antes pelo contrário, o praticante deve sentir-se à vontade para colocar as mãos em locais que sinta estarem necessitados. Deve percorrer, habitualmente, todas as posições, para que as partes mais importantes do corpo sejam revitalizadas.
Auto-tratamento demonstrado pelo Mestre William Lee Rand


Bibliografia
Johnny De’ Carli – Reiki – Manual do Terapeuta Profissional, Ed. Dinalivro
Cinira A. Palota – Reiki um Caminho para a Cura, Ed. Ariana
Chris Parkes, Penny Parkes – 15 minute Reiki, Ed. Thorsons
Bronwen, Francis Stiene – Your Reiki Treatment, Ed o-books
Diane Stein – Reiki Essencial, Ed. Pergaminho



Acesse aqui as Datas  com agenda dos treinamentos de REIKI confirmados para este ano.

Fone:   (11) 3681-0222 ~ 99546-2857 vivo


Glaucia Cerioni
Mestre Professora Reiki Sistema Usui e Tibetano
Mestre Professora Karuna Reiki® Registrada
Mestre Professora TeraMai Reiki

Copyright© 2017 ~ Glaucia Cerioni ~ Todos os Direitos Reservados

Nenhum comentário:

Postar um comentário